Floresta plantada de Eucalipto. Foto: Leandro Taques.

Sala de Imprensa

Releases

Empresas florestais poderão otimizar planejamento estratégico a partir de tecnologia na nuvem

21Sistema será apresentado no 5º Workshop Apre/Embrapa Florestas, que vai tratar de inovação, desenvolvimento e produtividade

Uma tecnologia que permite ajudar pequenas e médias empresas florestais no planejamento estratégico está chegando ao mercado brasileiro. O sistema, batizado de Woodstock RISE, promete otimizar o trabalho, pois utiliza uma evolução tecnológica para facilitar o dia a dia dos engenheiros: a armazenagem na nuvem. Com o programa, que já está bastante difundido nos Estados Unidos, o usuário será capaz de cadastrar todas as informações sobre os ativos florestais da empresa, como fazendas, talhões e manejo. A partir daí, um modelo matemático vai suportar a tomada de decisão, mostrando onde, quando e quanto colher e plantar, além de quando e quanto investir, tudo isso de forma online, ao alcance das mãos, por meio de tablets, smartphones ou computadores portáteis. Para divulgar o programa e os benefícios da utilização para potencializar investimentos e planejar ativos e suprimento de madeira no longo prazo, Cesar Santana, diretor de operações da Remsoft no Brasil, empresa responsável pela tecnologia, fará uma palestra sobre o assunto no 5º Workshop Apre/Embrapa Florestas, que terá como tema principal “Tecnologia de precisão – o futuro para as empresas florestais – inovação, desenvolvimento e produtividade”.

“Com essa ferramenta, a empresa terá uma visão espacial sobre as decisões de colheita e silvicultura. Também é possível fazer um fluxo de caixa otimizado para suportar o planejamento estratégico e o suprimento de madeira, isso tudo de forma online na nuvem, sem a necessidade de se ter um grande sistema instalado na máquina e sem precisar comprar uma licença. Além disso, o sistema tem uma interface simples e amigável para facilitar a vida dos usuários. Nossa proposta é tornar o gerenciamento sustentável de recursos florestais mais previsível e lucrativo”, declara Santana.

De acordo com Santana, o Woodstock RISE proporciona à empresa mais certeza e transparência para análise de dados, e a facilidade de se obter as informações pode ajudar empresas de pequeno e médio porte, que geralmente têm menos recursos e precisam otimizá-los. “O benefício para a empresa é ter uma solução simples e que atenda aos objetivos do planejamento empresarial, pagando apenas um aluguel. Dessa forma é possível ajustar essa necessidade com o orçamento interno”, avalia.

Programação

O 5º WorkShop Apre/Embrapa terá na abertura a palestra de Celso Foelkel, com o tema Perspectivas e modelos para a indústria florestal do futuro”. Ainda no dia 05 de julho, o evento trará a palestra de Charles Roberto Stempniak, da 3Metrics Geotecnologia de Precisão, para falar sobre “Tecnologias de levantamentos e inspeção – Drone”. Em seguida, Dr. Washington Luiz Esteves Magalhães, pesquisador da Embrapa, fará a palestra “Nanotecnologia no setor de base florestal: aplicações viáveis”. Na parte da tarde, quatro palestras estão programadas: Juliana Degenhardt Goldbach, pesquisadora da Embrapa, com o tema “Inovação na produção de mudas – propagação vegetativa”; Guilherme Oguri, do Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais (Ipef), abordando o assunto “Mecanização de silvicultura”; Rafael Malinovski, da Malinovski Florestal, que vai falar sobre “A gestão do valor da madeira nas operações florestais; e Mário Sant’Anna, da MPR3, com o tema “Gestão da Inovação”.

Para o segundo dia de evento, Edilson Batista de Oliveira, pesquisador da Embrapa Florestas, dará início aos trabalhos com a palestra “SisPinus Plus: Simulações em larga escala para manejo florestal de precisão”. Depois do intervalo, Julio Arce, professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), falará aos presentes sobre “Modelos de planejamento estratégico com restrições operacionais e espaciais”. A última palestra da manhã, “Ganhos econômicos do ativo florestal: estratégias com a utilização de tecnologias de manejo de precisão”, ficará por conta de Renato Lima, da Valor Florestal. Antes do almoço, os participantes poderão acompanhar um painel que terá como tema “Programação e Controle”.

Na parte da tarde, duas palestras estão marcadas: a de Cesar Santana, sobre “RISE – Solução web para otimização de investimentos, planejamento de ativos e suprimento de madeira no longo prazo”; e Fabrício Emiliano dos Santos, da Infor, que vai falar sobre “INFLOR Forest: gestão descomplicada na nuvem para produtores de floresta do sul do Brasil”. A última programação do evento terá mais um painel, com o tema a definir.