Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Reunião no Conselho da Madeira discute cenários do mercado nacional e internacional

Encontro aconteceu na sede da Fiep, em Curitiba (PR)

Foto: Gelson Bampi

Na última quarta-feira (22), o Conselho Setorial da Indústria da Madeira, da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), realizou, em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria da Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), uma reunião para avaliar cenários econômicos, comerciais e perspectivas do mercado externo e interno. Carlos Mendes, diretor executivo da Apre, participou do encontro.

Na avaliação de Mendes, a grande expectativa do setor florestal é quanto ao mercado da construção de casas americano, que vem crescendo. Por isso, ele avalia que a venda de toras brasileiras terá grande impacto. “Produtos de toras, aquelas de maior diâmetro utilizadas na construção civil, estão com preços maiores, e em alguns casos já foi possível recuperar o preço do ano de 2009, mesmo ainda estando defasados. Por isso, acreditamos que o segundo semestre deve melhorar no consumo e na venda”, disse.

Segundo o diretor executivo da Apre, as grandes oportunidades de negócios para o setor florestal estão justamente na construção civil. Dessa forma, ele sugere que as empresas que estão na cadeia do processamento busquem se aperfeiçoar cada vez mais para oferecer produtos de qualidade.

“Vemos um trabalho grande da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e da Fiep no sentido de aprimorar a norma de madeira serrada. A discussão também está forte para a norma de wood frame. Isso quer dizer que se vamos buscar aproveitar as oportunidades na construção civil, teremos que oferecer madeira de qualidade”, completou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Apre