Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Reunião do Conselho da Ibá tem participação de Armínio Fraga

O economista Armínio Fraga fez palestra sobre perspectivas da economia brasileira durante reunião mensal do Conselho Deliberativo da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), a convite de Horacio Lafer Piva, presidente do Conselho Deliberativo, e Paulo Hartung, presidente Executivo da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá). O diretor executivo da Apre, Ailson Loper, participou do encontro.

Armínio comentou algumas das principais tendências mundiais, destacando as mudanças climáticas, que ele chamou de crise programada, a questão entre Estados Unidos e China e a necessidade das reformas no Brasil, tanto a tributária, quanto administrativa.  “A urgência da reforma administrativa está ficando cada dia mais óbvia. É mais do que questão fiscal, é a eficiência do Estado”, disse. Também presente à reunião, o ex-Chanceler Celso Lafer, em seus comentários, demonstrou que o sucesso das reformas depende de uma liderança focada nesse objetivo. “Poderia ser a liderança do executivo, mas quem tem tomado essa pauta é o presidente na Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, mais envolvido no tema”, disse.

Para Paulo Hartung, presidente executivo da Ibá, “a sociedade está ganha para a agenda de reforma, mas as lideranças ainda não estão sintonizadas. Precisaremos de movimentos da sociedade civil para acelerar esse processo”, disse.

Para o futuro, Armínio Fraga traçou cenário em que antevê dificuldades, mas trouxe elementos que o fazem manter algum otimismo com a possibilidade de mudança de rumo. “Os próximos dois ou três anos serão difíceis. Estou preocupado, mas procurando preservar a esperança. O que eu vejo que me dá um certo otimismo: as instituições estão respondendo. Há uma certa guerra de poderes, é verdade, mas as instituições estão vivas; a imprensa livre tem papel fundamental em nosso País; o engajamento dos jovens na política é essencial e vem crescendo; os líderes empresariais são modernos e estão trabalhando em prol do País, sem ser chapa branca; o Brasil está bem no mundo empresarial, de uma maneira geral. Por fim, precisamos da reconstrução de um caminho político mais equilibrado, de mais bom senso, para as coisas realmente andarem.”

Com quase 100 participantes na reunião virtual, o presidente do Conselho Consultivo, Daniel Feffer, elogiou a relevância dessas iniciativas de valorização das reuniões do Conselho e o prestígio dos palestrantes. “Tem sido um ótimo exercício esse diálogo frequente promovido pelo Paulo Hartung durante as reuniões do Conselho da Ibá, elevando o conhecimento conjunto dos integrantes desse setor que tem potencial enorme com seu ativo único e diferenciado, que são as florestas plantadas”, afirmou.

O presidente do Conselho Deliberativo, Horacio Lafer Piva, comentou que a troca de conhecimentos e o debate de alto nível são ferramentas fundamentais. “Neste momento o que não faltam são dúvidas. É muito proveitoso ouvir o Armínio para tentarmos ver uma luz para o futuro. Fique sempre próximo de nosso setor, Armínio”, acrescentou.

O diretor executivo da Ibá, Embaixador José Carlos da Fonseca Jr, apresentou um resumo da intensa rotina de reuniões de comitês e GTs, destacando também as agendas prioritárias para o setor, como a reforma tributária e a chamada pauta verde — na CNI, no IPA e no Congresso Nacional. O executivo também apresentou o novo vídeo sobre papéis sanitários da campanha Floresta de Oportunidades, que será o tema de agosto, com posts durante todo o mês. Já foram contemplados nos meses anteriores pisos e painéis e embalagens. Nos próximos meses teremos mais produtos do setor.