Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Remasa recebe associados da Apre para reunião técnica

Encontro reuniu mais de 50 pessoas na sede da empresa, em Bituruna

Mais de 50 pessoas estiveram presentes na reunião técnica mensal da Apre, que aconteceu na última sexta-feira (12). A anfitriã foi a Remasa S/A, que tem a sede em Bituruna. Além de representantes das empresas associadas, também estiveram presentes diversas empresas da região, que vieram conhecer o trabalho da Associação em prol do setor florestal. Além da pauta técnica, os participantes visitaram as florestas da Remasa e puderam conferir uma demonstração da máquina Beaver, uma harvester de pneu da marca Ponsse.

Na avaliação de Gilson Geronasso, diretor da Remasa S/A, as reuniões técnicas realizadas no campo servem para estimular a troca de experiência entre as empresas, que buscam informações mais técnicas. Segundo ele, a reunião mostrou que o associado quer apoio institucional e político, mas também busca conhecimento de produção florestal, de manejo e de colheita.

“Hoje, somos uma das poucas empresas que tem manejo multiproduto, com desbaste de ciclo mais longo. Por isso, muitos vieram a esse encontro para buscar informações de mercado, saber como estamos trabalhando, como são nossas praticas silviculturais, nosso sistema de colheita etc. Essa sistemática de reuniões nas empresas vem desde a época em que fui presidente da Apre, e o anfitrião sempre teve a liberdade de convidar empresas da região. Desta vez, trouxemos três empresas da região para conhecer o trabalho da Associação e, quem sabe, levá-las ao quadro de associados. É importante estimular essa troca de informações para fortalecer as empresas, o setor e a Apre”, declarou Geronasso.

Demonstração 

Aproveitando o encontro, a empresa Timber Forest organizou a demonstração de um equipamento harvester de pneu para operação em primeiro e em segundo desbastes. Na ocasião, os participantes puderam conhecer a máquina e suas funcionalidades, bem como a ergonomia.

Para Jober Cardoso Fonseca, gerente geral da Timber Forest, a reunião superou as expectativas, não só pelo número de pessoas, mas pela qualidade técnica dos presentes. Ele também parabenizou a Apre e a Remasa pela organização do encontro.

“Os participantes ficaram surpresos com relação ao desempenho da máquina. Muitos não imaginavam que o equipamento conseguisse operar num padrão de floresta daquele porte. Simplicidade de manutenção e ergonomia também chamaram atenção. Para nós é uma oportunidade única, porque no campo podemos entender qual a real necessidade das empresas, quais os pontos que podem ser melhorados e também podemos levar informação ao nível mais alto das empresas, àqueles que estão envolvidos na operação”, completa.

Fonte: Assessoria de Imprensa Apre