Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Metodologias sustentáveis para o manejo de produtos florestais não madeireiros é tema de nova publicação Embrapa

Material está disponível para compra na Livraria Embrapa

Com atuação na Região Amazônica, a Rede Kamukaia de pesquisas iniciou sua atuação em maio de 2005, sob a coordenação da Embrapa Acre, com foco na geração de conhecimentos básicos sobre ecologia e manejo de espécies florestais não madeireiras e na promoção de intercâmbio de informações entre instituições de pesquisa, governamentais e não-governamentais, atuantes na Amazônia. A palavra Kamukaia é derivada de duas palavras na língua indígena Wapixana: KAMUK e AKA, que significam produtos da floresta.

As experiências acumuladas ao longo dos anos pela equipe de pesquisas que constitui a rede possibilitaram a sistematização de diferentes metodologias para o manejo sustentável de produtos florestais. Metodologias essas que estão fartamente descritas no livro Produtos florestais não madeireiros – Guia metodológico de Rede Kamukaia. As editoras técnicas da publicação são as pesquisadoras da Embrapa Lúcia Helena de Oliveira Wadt, Lourdes Maria Hilgert Santos, Michelliny Pinheiro de Matos Bentes e Vânia Beatriz Vanconcelos de Oliveira.

“O livro se configura como um guia na medida em que apresenta a descrição de métodos e protocolos, prática fundamental para padronização dos estudos e dos levantamentos em campo, como a coleta e a análise das amostras”, explica Vânia Beatriz Vasconcelos, pesquisadora da Embrapa Roraima. “Isso permite a comparação entre os dados obtidos por pesquisas realizadas em diferentes estados da Amazônia”, complementa.

Para Lúcia Helena Wadt organizar o conteúdo final da publicação, com uso de uma linguagem acessível, foi algo desafiante para as editoras técnicas, uma vez que o guia “trata-se de uma publicação de temática abrangente, com contribuições de especialistas em áreas técnicas afins mas distinstas, tais como: ecologia, manejo e sustentabilidade ambiental”. O resultado que chega aos leitores é um vasto e diverso conteúdo, dividido em doze capítulos, todos ricamente detalhados, incluindo tabelas, figuras, fotos e, em alguns casos, fichas para anotações técnicas em campo. As metodologias descritas tratam de procedimentos bem específicos, como Instalação de parcelas circulares para caracterização da vegetação associada a espécies arbóreas tropicais (Capítulo 2), Avaliação edáfica e nutricional em espécies arbóreas” (Capítulo 5) e Avaliação morfométrica de frutos e sementes da castanheira-da-amazônia (Capítulo 8).

O diferencial da publicação é exatamente a organização do conteúdo, focada no detalhamento de procedimentos metodológicos e de protocolos bem específicos e já utilizados nas pesquisas da Rede Kamukaia, fazendo do guia uma opção editorial diferente das demais publicações técnicas sobre o tema que, normalmente, são focadas na divulgação de resultados. “Um dos propósitos da rede é o compartilhamento de informações, objetivo que o livro nos ajuda a alcançar, já que nos permite difundirmos esses procedimentos”, acredita a pesquisadora Lúcia Helena Wadt.

Por tratar da padronização de protocolos, o livro pode ser adotado, como ferramenta de trabalho, por outros profissionais que pesquisem o mesmo tema (manejo de produtos florestais não madeireiros), sejam eles integrantes da Rede Kamukaia ou não. Nesse sentido, pode interessar a pesquisadores e professores universitários, acadêmicos de engenharia florestal, agronomia e biologia, bem como a estudantes de nível técnico em ciências agrárias, além de técnicos de extensão florestal e de órgãos gestores do meio ambiente.

A publicação está disponível para compra na Livraria Embrapa.

Fonte: Embrapa Florestas