Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Ibá divulga resultado da indústria florestal

A análise do setor florestal traz a compilação dos dados até novembro de 2016

A Indústria Brasileira de Arvores (Ibá) concluiu a análise do setor florestal com a compilação dos dados até novembro de 2016. Nos onze primeiros meses deste ano, o volume de exportações dos três segmentos analisados – celulose, painéis de madeira e papel – apresentaram evolução na comparação com o mesmo período do ano passado, colaborando para o resultado positivo do saldo da Balança Comercial do setor, que atingiu US$ 6 bilhões (+2,3%). A celulose contribuiu positivamente com US$ 4,8 bilhões (-0,1%), o papel com US$ 1,0 bilhão (+9,7%) e os painéis de madeira com US$ 220 milhões (+29,4%).

De janeiro a novembro de 2016, o segmento de celulose atingiu um volume de 11,7 milhões de toneladas exportadas (+11,6); o papel registrou 1,9 milhão de toneladas (+2,5%) e os painéis de madeira 932 mil m3 (+65,2%).

Os países latino-americanos continuaram como os principais destinos das exportações dos setores de papel e de painéis de madeira, sendo responsáveis por 60,3% (US$ 1,0 bilhão) e de 54,0% (US$ 121 milhões), respectivamente, entre janeiro de novembro deste ano. No caso da celulose, a maior participação é do mercado chinês, com 37,9% (US$ 1,9 bilhão), seguida pelo europeu, com 33,1% (US$ 1,7 bilhão).

Nos primeiros onze meses deste ano, o setor registrou exportações no valor de US$ 6,9 bilhões (-2,1%); a celulose alcançou 5,0 bilhões (-1,2%), o papel US$ 1,7 bilhão (-7,3%) e os painéis de madeira US$ 224 milhões (+27,3%).

No mesmo período, a produção brasileira de celulose atingiu 17,1 milhões de toneladas (+8,5%); e a de papel manteve-se estável totalizando 9,5 milhões de toneladas. As vendas de papel no mercado interno registraram 4,9 milhões de toneladas (-0,4%) entre janeiro a novembro de 2016; enquanto que no segmento de painéis de madeira, registraram mais de 5,7 milhões de m³ (-3,3%).