Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Câmara Setorial de Florestas Plantadas visita Semana Internacional da Madeira para reunião

Reunião aconteceu no dia 20 de setembro

Para aproveitar a Semana Internacional da Madeira, que aconteceu em Curitiba (PR) entre os dias 18 e 22 de setembro, a Câmara Setorial de Florestas Plantadas, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizou a 36ª reunião na capital paranaense. Para o presidente da Câmara, Walter Rezende, um dos motivos que fez o grupo trazer o encontro para Curitiba foi em reconhecimento ao potencial que o Estado tem no setor florestal.

“O Paraná é um estado que tem uma representatividade muito grande no setor florestal. No contexto nacional, temos sete milhões e 700 mil hectares de florestas plantadas. As florestas começaram pelo Sul e foram se expandindo para outros estados, mas o Paraná é pioneiro. Entretanto, temos um excedente de florestas plantadas em todo o pais de um milhão e 700 mil hectares. Nosso papel é arrumar alternativas que atendam aos interesses de cada Estado, que tem suas próprias características. A Câmara busca trazer soluções para resolver as questões florestais”, comentou.

Sobre o atual momento da Câmara Setorial de Florestas Plantadas, Rezende destacou que quando assumiu a presidência, o grupo tinha uma agenda com 30 itens, mas resolveu reduzir a lista a apenas cinco itens. Segundo ele, graças à colaboração de todos os componentes da equipe, a Câmara está conseguindo concluir conquistas importantes nesse setor.

“A primeira questão foi a geração de energia a partir da biomassa florestal. Um trabalho incansável que o grupo de trabalho e os componentes da câmara fizeram junto ao Ministério de Minas e Energia. Essa conquista já está consolidada, já foi inclusa no Plano Nacional de Desenvolvimento Energético e já teremos leilão nos dias 18 e 20 de dezembro a respeito do A-4 e A-5 da geração de energia a partir da biomassa florestal”, comentou.

Além dessa conquista, Rezende destacou também o Plano Nacional de Florestas Plantadas, que foi apresentado pelo chefe-geral da Embrapa Florestas, Edson Tadeu Iede, durante a reunião em Curitiba. Outro assunto que está sendo trabalhado pela Câmara é a aquisição de terras por estrangeiros. “Acredito que estamos atuando de maneira eficaz e conseguindo cumprir com nosso papel de representar bem o setor florestal”, avaliou.

Relação entre a Câmara e Mapa

Na avaliação de Walter Rezende, as Câmaras Setoriais foram criadas pelo Ministério como forma de resolver as pendências e levar ao ministro os assuntos pertinentes para que ele possa tomar as decisões que competem a ele.

“Temos apenas o papel de sermos colaboradores, fazendo tudo aquilo que é desejo do setor florestal para levarmos até o ministro, para que ele possa tomar providências. Estamos tentando ser competentes e colaborar com o Ministério, o que certamente contribui para as conquistas que o setor florestal está tendo”, completou.