Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Brasil terá a maior feira florestal dinâmica do mundo em 2018

Mais de 220 expositores estão confirmados na Expoforest 2018. A quarta edição da feira acontecerá em abril, em uma área de 200 hectares com árvores de eucalipto, na região de Ribeirão Preto (SP)

Mais de 220 expositores estão confirmados na Expoforest 2018. A quarta edição da feira acontecerá em abril, em uma área de 200 hectares com árvores de eucalipto, na região de Ribeirão Preto (SP)

 

O mercado florestal brasileiro é um dos poucos que não servem como termômetro para a economia do país. Na contramão da resseção econômica e escândalos políticos, o setor exportou no ano passado mais de US$ 7,7 bilhões, apenas com celulose, papel e painéis de madeira. A marca significa um crescimento de 11% em relação a 2016.

Com condições edafoclimáticas excelentes o Brasil desponta no cenário internacional de produção florestal. Isto porque duas espécies exóticas – pinus e eucalipto – se adaptaram muito bem no país. A área territorial do Brasil é de 8.516.000 km² (ou 2,104 bilhões de acres). De acordo com a Ibá (Indústria Brasileira de Árvores), principal entidade representativa do setor no país, apenas 7,84 milhões de hectares (ou 19,373 milhões de acres) estão ocupados com florestas plantadas. Isto corresponde a 0,92% de todo o território. As espécies de pinus e eucalipto representam a grande maioria das árvores plantadas, mais de 90%. As coníferas (pinus) estão em 20% das áreas plantadas. As folhosas (eucalipto) em 71%.

O rápido crescimento das espécies de pinus e eucalipto em terras brasileiras é o principal fator que motiva o cultivo, pesquisa e investimentos nestas espécies. Em 2016, o Brasil liderou o ranking global de produtividade florestal, com uma média de 35,7 m³/ha ao ano para os plantios de eucalipto; e 30,5 m³/ha ao ano nos plantios de pinus, de acordo com as informações reportadas pelas principais empresas do setor. Em média o ciclo produtivo do eucalipto é de 7 anos e do pinus, 15.

Expoforest

Para apresentar este promissor mercado a investidores do mundo todo, mostrar o que a silvicultura brasileira tem de melhor e atrair as novidades dos principais países produtores de madeira, foi criada a Expoforest – Feira Florestal Brasileira. A quarta edição da maior feira florestal dinâmica do mundo em 2018, acontecerá entre os dias 11 e 13 de abril, em Santa Rita do Passa Quatro, na região de Ribeirão Preto (Estado de São Paulo). O evento será realizado em uma área da International Paper, de 200 hectares com plantações de eucalipto clonal.

Realizada a cada quatro anos, a Expoforest está no calendário global dos principais eventos setoriais do mundo. “Acreditamos que a realização da Expoforest 2018 será novamente uma oportunidade para reunir toda a cadeia produtiva da madeira e mostrar a força do setor florestal para o Brasil e o mundo”, comenta Jorge R. Malinovski, diretor geral da empresa organizadora, que leva seu nome.

No momento 226 empresas já estão confirmadas na feira e apresentarão lançamentos, tecnologias e tendências para toda a cadeia produtiva da madeira. De acordo com a Malinovski, mais de 30 mil visitantes do Brasil e países com histórico florestal são esperados nos três dias do evento.

A Expoforest faz parte do FDF (Forestry Demo Fairs), um conselho que atesta qualidade e segurança das maiores feiras florestais dinâmicas do mundo. Fazem parte deste seleto grupo as feiras da Asturforesta (Espanha), EKO-LAS (Polônia), Elmia Wood (Suécia), Euroforest (França), FinnMETKO (Finlândia) e KWF-Tagung (Alemanha).

As inscrições para a Expoforest já estão abertas e podem ser feitas pelo site: www.expoforest.com.br

Fonte: Painel Florestal