Pinus. Foto: Berneck.

Sala de Imprensa

Notícias

Apre reúne associados em Ponta Grossa para visita a campo na Águia Florestal

Encontro aconteceu no dia 12 de julho

Na última sexta-feira, a associada Águia Florestal, de Ponta Grossa, recebeu representantes das empresas do setor florestal para a reunião mensal da Apre. Além da visita a campo para conhecer as máquinas Harvester e Forwarder operando em declive, os mais de 40 presentes também acompanharam uma apresentação da Águia, uma empresa familiar 100% verticalizada, que atua desde a produção das mudas, até o beneficiamento e exportação da madeira.

Segundo Álvaro Scheffer Junior, diretor florestal da Águia e presidente da Apre, a empresa faz uso de sementes de pomar clonal de segunda geração e realiza poda e desbastes seletivos, o que garante madeira de excelente qualidade. A produção anual de mudas é de 1,2 milhão e a produção mensal de toras é de 24 mil toneladas. Toda a madeira processada é exportada, e os principais consumidores são Estados Unidos, China, entre outros. Além disso, a empresa faz manejo da floresta para ter madeira para serraria. Jeferson Maeda, engenheiro florestal da Águia, também participou do encontro, explicando detalhes das operações de silvicultura e as frentes de colheita realizadas pela empresa.

Em seguida, representantes da John Deere falaram sobre a operação florestal da empresa. Durante a apresentação, eles falaram sobre o desbaste mecanizado com guincho, ou seja, auxiliares de tração para as máquinas Harvester e Forwarder. O sistema é integrado com a máquina e o equipamento possui 300 metros de cabo desenvolvido especificamente para essa operação, podendo chegar a uma declividade de trabalho de até 40°. Na operação, os técnicos explicaram que é preciso fazer teste de âncora, mas, para garantir a segurança do operador, o teste é feito com o operador fora da máquina, a partir de um controle remoto. Depois, ele ativa o painel de operação, faz o declive com tração auxiliar dimensionada, realiza a colheita ou o baldeio, faz o aclive com tração auxiliar dimensionada e, por fim, a desancoragem.

Durante a visita técnica, todos puderam acompanhar as máquinas em operação e tirar dúvidas com os técnicos presentes no evento. Após a reunião, a empresa anfitriã ofereceu aos representantes das empresas associadas um almoço de confraternização com costela fogo de chão. Próximo à frente de colheita, a Águia montou uma estrutura para receber a reunião técnica mensal da Apre, onde também foi servido o almoço.

Para finalizar o encontro, o diretor executivo da Apre, Ailson Loper, convidou os participantes para a próxima reunião da Associação, que vai ser conjunta com a Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR), no dia 15 de agosto. O local ainda será definido, e a pauta enviada em breve.

Confira abaixo algumas fotos do evento: